Com capacidade para 7,7 mil consultas por mês, unidade beneficia 1 milhão de moradores em 28 municípios, com investimentos que somam R$ 13,2 milhões

O governador Ronaldo Caiado inaugurou ontem, 30, em Quirinópolis, a Policlínica da Região Sudoeste. A estrutura hospitalar, terceira deste modelo no Estado, beneficia diretamente moradores de 28 municípios próximos. Com capacidade para 7,7 mil consultas ao mês, o centro de atendimento conta com 21 especialidades médicas e custou R$ 13,28 milhões ao Tesouro Estadual. “Tenho dificuldade de narrar minha emoção no dia de hoje [ontem]. Como médico há 46 anos, esta policlínica é tudo que sempre sonhei em minha vida: chegar ao governo e regionalizar a saúde no Estado de Goiás”, afirmou Caiado.
Do montante, R$ 3.430.980,91 foram aplicados na compra de equipamentos de ponta, com o melhor da tecnologia na área médica. Entre eles, um tomógrafo 16 cortes, por R$ 1.249.000,00, e um mamógrafo no valor de R$ 680.000,00. “Sem dúvida alguma, objetivo é trazer dignidade, respeito e cidadania. Vamos ofertar a todo Sudoeste Goiano uma estrutura que dará ao cidadão a condição de fazer o que existe de melhor, com especialistas em cada uma das áreas”, acrescentou Caiado.
Além dos equipamentos, o Estado investiu R$ 9.854.098,49 nas obras da unidade, que tem 4 mil metros quadrados e capacidade para realizar 5,7 mil consultas médicas e mais de 2 mil atendimentos da equipe multiprofissional. Inicialmente, funcionará com médicos nas áreas de anestesiologia, cardiologia, dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, ginecologia, obstetrícia (pré-natal de alto risco), hematologia, nefrologia, ginecologia, mastologia, neurologia, pediatria, oftalmologia, ortopedia/traumatologia, otorrinolaringologia, medicina de família, pneumologia, reumatologia, urologia e proctologia.
O centro de especialidades tem capacidade de realizar pequenos procedimentos cirúrgicos e oftalmológicos. Também poderão ser feitos 1,4 mil exames de imagem ao mês e check-up de alta complexidade com procedimentos de colposcopia, endoscopia digestiva, ultrassonografia, eletroencefalograma, eletroneuromiografia, espirometria, doppler vascular, teste ergométrico, biópsias gerais, patologia clínica, eletrocardiografia, holter, urodinâmica, radiologia simples, nasofibroscopia, ecocardiografia, mapa, emissões otoacústicas. E ainda: tonometria, teste ortóptico, campimetria, mapeamento de retina, biometria ultrassônica, teste do olhinho e fundo de olho.
A Policlínica de Quirinópolis tem um Centro Especializado em Odontologia (CEO) e serviço de hemodiálise a pacientes renais crônicos. Para quem depende da diálise e tem dificuldade de acesso à unidade, o local oferecerá transporte. Outro serviço vinculado à unidade, que passou a ser disponibilizado para a região Sudoeste, é a carreta de prevenção ao câncer de mama e de colo uterino, que percorrerá os municípios vizinhos para desenvolver ações de atenção à saúde da mulher. Com o sistema, é possível identificar esses males em pacientes na fase inicial.

Funcionamento

A estrutura construída no bairro Residencial Atenas, em Quirinópolis, conta com 26 consultórios, 16 salas para exames, posto de coleta do laboratório, farmácia, posto de enfermagem, central de esterilização de material, além de salas destinadas à administração e recepção. “A parceria com o governador Ronaldo Caiado é extremamente necessária para conduzirmos nossos municípios. Falei com o governador sobre todas as demandas, e os despachos que fazemos são atendidos”, destacou o prefeito de Quirinópolis, Anderson de Paula “Lorenção”. “É um orgulho fazer parte desta gestão”, completou.
A policlínica vai funcionar estritamente como ambulatório, ou seja, atenderá com horário marcado. Todos os pacientes devem passar, inicialmente, pelo posto de saúde mais próximo para marcar a consulta, o exame ou o tratamento médico. Se necessário, o paciente será encaminhado pela Secretaria Municipal de Saúde para o agendamento. Os atendimentos serão realizados de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. A unidade não funciona aos sábados, domingos e feriados. Como não é um hospital, não realizará internações.

Regionalização avança

A unidade de Quirinópolis soma-se a outras duas já inauguradas e em funcionamento. Em março de 2020, foi entregue a Policlínica de Posse, no Nordeste Goiano, que atende moradores de 31 municípios daquela região. Em janeiro deste ano, foi a de Goianésia. A unidade abrange 60 cidades do Vale do São Patrício, com capacidade de receber 7 mil pacientes por mês. “A Policlínica de Quirinópolis vem para consolidar, nesta região, um passo a mais na regionalização da saúde. Um dos pontos do governo de Caiado, no qual trabalhamos diuturnamente”, afirma Alexandrino.
Para combate à Covid-19, foram entregues oito hospitais de campanha em diferentes regiões do Estado. Nenhuma das unidades foi desativada pelo governo de Goiás. Após a fase crítica da pandemia, os locais continuarão servindo à população goiana como hospitais regionalizados. Essas unidades estão localizadas em Goiânia, Itumbiara, Luziânia, Formosa, São Luís de Montes Belos, Jataí, Porangatu e Uruaçu.

Fonte: Diário de Aparecida

Ajustar fonte