Palestra conscientizou sobre a importância da saúde auditiva e os meios de prevenção da doença

A Policlínica Estadual da Região Sudoeste – Quirinópolis aderiu a Campanha Nacional de Prevenção e Combate à Surdez, comemorada em 10 de novembro. A unidade realizou uma palestra sobre o tema com a fonoaudióloga Glenda Floriano, que conscientizou sobre a importância da saúde auditiva e os meios de prevenção da doença.

De acordo com a profissional, a surdez pode ter diferentes graus, tipos e pode ser congênita ou hereditária. “A perda auditiva congênita pode ser detectada nos primeiros dias de vida e tratada com sucesso. A perda auditiva adquirida é que o indivíduo passou por alguma situação durante a vida e ocasionou alteração no sistema auditivo”, explicou Glenda.

A fonoaudióloga ressalta que as perdas auditivas adquiridas podem causar alterações auditivas permanentes ou transitórias. “É importante destacar que o aparecimento de perda auditiva súbita deve ser rapidamente diagnosticado para que o tratamento seja efetivo e a alteração seja revertida”, afirma.

Alterações metabólicas, exposição a ruído, uso contínuo de medicamento ototóxicos, idade avançada, tumores cerebrais, acidentes com trauma na cabeça ou face, infecções de ouvido repetidas (otites de repetição) são possíveis causas de perda auditiva, algumas de forma irreversível. ”É importante ficar atentos a alguns sintomas, como: falar alto; aumentar o volume do rádio ou da tv; dificuldades em compreender o que é falado ‘escuto mas não entendo’; dificuldade para compreender a informação em locais com ruído e aparecimento de zumbido”, disse.

De acordo com Glenda, algumas medidas de prevenção são essenciais para cuidar da audição.” Utilização de fone de ouvido de forma segura, evitar sons altos, utilizar corretamente os equipamentos de proteção individual, quando exposto a ruído intensos; higienizar corretamente o protetor auditivo; evitar o uso de cotonete, ou qualquer outro objeto dentro do conduto auditivo e manter um estilo de vida saudável”, concluiu.

Conscientização

No dia 10 de novembro, o Brasil comemora o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez. A data foi instituída pela Portaria de consolidação MS nº 1/2017, art 527, como símbolo de luta cujo propósito principal é educar, conscientizar e prevenir a população brasileira para os problemas advindos da surdez.

Ajustar fonte