Em 1992, a Federação Mundial de Saúde Mental instituiu a data para chamar a atenção, em escala global, das pessoas e dos governos para o cuidado com a saúde mental.

Dia de lutar contra o estigma social, preconceito, além de conscientizar, informar e incentivar a sociedade a cuidar do bem-estar psicológico. Este, por sua vez, é um tema de interesse público, o qual deveria ser repetidamente debatido com as populações mundiais. Cuidar da saúde mental independe da etnia, nacionalidade, condição econômica e gênero.

Desde então, muitos progressos ocorreram no campo da psicologia e da psiquiatria, possibilitando tratamentos mais adequados a cada patologia e eficiência no diagnóstico de transtornos mentais.

A propagação de informações com base científica sobre a saúde mental, no entanto, ainda não atinge muitos países. Até mesmo no Brasil são encontrados grupos sociais que atribuem as mais variadas causas à depressão e à ansiedade, exceto a perturbação da saúde mental. Outro objetivo desta data é tornar essas informações mais acessíveis.

É importante ao se falar de Saúde Mental, ressaltar que ninguém é perfeito, que todos temos limitações, que é impossível agradar a todos e que é seguro receber ajuda de um profissional. O cuidado no caráter preventivo, nos capacita a lidar com as adversidades da vida sem trazer prejuízos psicológicos, no caráter curativo o profissional de saúde mental, oferta ferramentas que possibilitam o paciente a encontrar o sentido da vida, de uma maneira segura, indicando que sempre é possível prosseguir.

 

Ajustar fonte