Área da medicina é uma abordagem que reafirma a importância da relação entre paciente e profissional de saúde

A Policlínica Estadual da Região Sudoeste – Quirinópolis realizou nesta segunda-feira, 24, uma ação educativa sobre medicina integrativa. O médico da família Wilton Pereira abordou sobre o tema.

“A medicina integrativa cuida de todas as áreas do paciente enquanto indivíduo. Ela busca restaurar e manter a saúde e bem-estar do paciente através de uma compreensão das circunstâncias que afetam a vida do paciente, sejam elas mentais, sociais, físicas, espirituais ou ambientais”, explicou o médico.

Por meio do cuidado personalizado, a medicina integrativa vai além do tratamento de sintomas para tratar todas as causas de uma doença.”Na medicina integrativa, as necessidades imediatas de saúde do paciente são tão importantes quanto os efeitos de uma complexa interação entre fatores biológicos, comportamentais, psicossociais e ambientas” , afirma Wilton.

Segundo o médico da família, a medicina integrativa aborda que um problema de saúde deve ser avaliado e solucionado com base em diferentes processos da medicina tradicional, mesclando com métodos alternativos que sejam eficazes e seguros.” A medicina integrativa pode ser utilizada por diversas áreas da saúde, como enfermagem, nutrição, psicologia, entre outros. É importante que todos tenham em mente que outros profissionais podem ajudar e fazer um tratamento em conjunto, sempre com o objetivo de trazer melhorias na saúde do paciente”, avalia.

Os tratamentos realizados na medicina integrativa podem ser feitos usando medicamentos tradicionais, indo dos fármacos até uma cirurgia em último caso, mas também pode-se usar métodos alternativos. Alguns exemplos são massagens, florais, aromaterapia, fitoterapia, homeopatia, yoga, meditação, acupuntura, acompanhamento psicológico, entre outros.

De acordo com o palestrante, outro fator usado na medicina integrativa é a alimentação. “Mesmo que ela não seja uma das causas do problema de saúde do paciente, pode ser prescrito uma alimentação fitoterápica que auxilia no tratamento do paciente. Todos os métodos de cura usados na medicina integrativa têm o objetivo de curar e aumentar a qualidade de vida e bem-estar do paciente. Assim, o tratamento trará alívio, alegria e esperança para ele, fazendo com que ele tenha mais chances de recuperação”, conclui Wilton.

Ajustar fonte